30 de maio de 2015

26 de maio de 2015

A COR DO SOM - A Cor do Som [Recomendado]


Instrumental
1977
Bitrate 256 kbps
[cd quality]

O A Cor do Som surgiu em 1977, experimentando novos padrões de som, valendo-se das experiências anteriores dos Novos Baianos, Moraes Moreira e de Pepeu Gomes, sendo um movimento pós-tropicalista. Em seu primeiro disco “A Cor do Som” (WEA 1977), tinha como integrantes Dadi, baixo, Mú Carvalho, composição e teclados, Armandinho, composição e guitarra baiana e Gustavo Schroeter, bateria. A partir do segundo disco “Live In Montreux”, Ary Dias, percussão passa a fazer parte da banda. Misturando rock, ritmos regionais e música clássica, adotaram o nome “A Cor do Som” por sugestão de Caetano Veloso, e logo no seu primeiro ano, foram convidados a participar do Montreux Jazz Festival, na Suíça, tornando-se o primeiro grupo musical brasileiro a participar do evento - vale observar que o show em Montreux rendeu um disco ao vivo. Em 1985, o grupo se dissolveu, com alguns componentes - como Armandinho e Mu Carvalho - seguindo carreira solo. Em 1996, o grupo juntou-se novamente para gravar o disco “A Cor do Som Ao Vivo no Circo”, recebendo o prêmio Sharp de melhor grupo instrumental. Em 2005, com a formação original, o grupo apresentou-se no Canecão, no Rio de Janeiro. O show contou com a participação especial de Caetano Veloso, Daniela Mercury, Moraes Moreira, Davi Moraes e o Coral dos Canarinhos de Petrópolis, além dos músicos Nicolas Krassic (violinno), Nivaldo Ornelas (sax soprano), Marcos Nimrichter (acordeom e teclados), Jorge Helder (baixo acústico, violão e baixolão), Jorginho Gomes (bateria e percussão), Marco Túlio (flauta), Francisco Gonçalves (oboé), Bernardo Bessler (violino), Marie Cristine (viola) e Marcio Mallard (cello). O espetáculo, gravado ao vivo, gerou o CD e DVD “A Cor do Som Acústico”, lançado no mesmo ano com produção musical de Sérgio de Carvalho. Em 2006, foi contemplado com o prêmio Tim de Melhor Grupo, na categoria Canção Popular, pelo CD “A Cor do Som Acústico”. [Fonte: wikipedia]

OA Sound color appeared in 1977, experimenting with new sound patterns, drawing on previous experiences of Bahian News, Moraes Moreira and Pepeu Gomes, being a post-Tropicalia movement. In his first album "The Sound of Color" (WEA 1977), had as Dadi members, bass, Mu Carvalho, composition and keyboards, Armandinho, composition and Bahian guitar and Gustavo Schroeter, battery. From the second album "Live In Montreux" Ary Dias, percussion becomes part of the band. Mixing rock, regional rhythms and classical music, adopted the name "The Sound of Color" at the suggestion of Caetano Veloso, then in its first year, they were invited to the Montreux Jazz Festival in Switzerland, becoming the first musical group Brazil to attend the event - it is worth noting that the show in Montreux yielded a live album. In 1985, the group disbanded, with some components - such as Armandinho and Mu Carvalho - following solo career. In 1996, the group joined again to record the album "The Sound Live Color in Circus", receiving the Sharp award for best instrumental group. In 2005, with the original lineup, the group performed at the Canecão in Rio de Janeiro. The show featured a special appearance by Caetano Veloso, Daniela Mercury, Moraes Moreira, Davi Moraes and the Choir of Canarinhos of Petropolis, besides the musicians Nicolas Krassic (violinno), Nivaldo Ornelas (soprano sax), Mark Nimrichter (accordion and keyboards) Jorge Helder (acoustic bass, guitar and baixolão), Jorginho Gomes (drums and percussion), Marco Tulio (flute), Francisco Gonçalves (oboe), Bernardo Bessler (violin), Marie Cristine (viola) and Marcio Mallard (cello). The show, recorded live, generated the CD and DVD "A Sound color Acoustic", released the same year with music production Sergio de Carvalho. In 2006, Tim was awarded the prize for Best Group in the category Popular Song, the CD "The Sound Acoustic Color". [Source: wikipedia]

Total Time: 37 min

25 de maio de 2015

CANNIBAL CORPSE - Evisceration Plague


Death Metal
2009
Bitrate 256 kbps
[cd quality]+

Cannibal Corpse nasceu em 1988, em Buffalo, Estados Unidos. A primeira formação tinha o vocalista Chris Barnes, os guitarristas Bob Rusay e Jack Owen, o baixista Alex Webster e o baterista Paul Mazurkiewicz. Em 1994 Rob Barret entra para ocupar o lugar do guitarrista Bob Rusay. Dois anos mais tarde o vocalista George “Corpsegrinder” Fisher assume o vocal do Cannibal Corpse e, atualmente as guitarras pesadas ficam por conta de Rob Barrett e Pat O’Brien. Em 1989 uma demo rendeu ao grupo um contrato com a gravadora Metal Blade. O primeiro álbum do Cannibal Corpse, “Eaten Back to Life”, chegou às lojas em 1990. Os fãs incondicionais da banda começaram a aparecer depois dos álbuns “Butchered at Birth”, de 1991, e “Tomb of the Mutilated”, gravado um ano mais tarde. O grupo ficou ainda mais conhecido depois que apareceram no filme Ace Ventura: Pet Detective. Na cena eles tocam a “Hammer Smashed Face”, do “Tomb of The Mutilated”. Depois dessa ponta em Hollywood, o Cannibal Corpse surge como a primeira banda de Death Metal no rank Top 200 da Billboard. Em 1994 gravam “The Bleeding” e, depois de quatro anos retornam com “Gallery of Suicide”. Em 1999 gravam “Bloodthirst” e em 2000 o grupo distribuiu “Live Cannibalism”, em CD e DVD. O penúltimo trabalho, lançado em 2004, foi “Wretched Spawn”, e o atual com o Rob Barrett que assume as guitarras novamente no lugar de Jack Owen, que deixou o elenco da banda em 2004 se chama “Kill”, lançado em 2006. Para comemorar os 25 anos da banda foi lançado um DVD triplo abrangendo toda a carreira da banda chamado “Centuries of Torment: 20 Years”. [Fonte: wikipedia]

Cannibal Corpse was born in 1988 in Buffalo, United States. The first training was vocalist Chris Barnes, Bob Rusay and Jack Owen guitarists, bassist Alex Webster and drummer Paul Mazurkiewicz. In 1994 Rob Barrett enters to take the place of guitarist Bob Rusay. Two years later the vocalist George "Corpsegrinder" Fisher takes over vocal Cannibal Corpse and currently the heavy guitars are due to Rob Barrett and Pat O'Brien. In 1989 a demo earned the group a contract with Metal Blade Records. The album's first Cannibal Corpse, "Eaten Back to Life", went on sale in 1990. Hardcore fans of the band began to appear after the albums "Butchered at Birth", 1991 and "Tomb of the Mutilated" recorded one year later. The group became even better known after appearing in the film Ace Ventura: Pet Detective. In the scene they play the "Hammer Smashed Face", the "Tomb Of The Mutilated". After this point in Hollywood, the Cannibal Corpse comes as the first death metal band in rank Top 200 of Billboard. In 1994 record "The Bleeding" and, after four years returned to "Gallery of Suicide". In 1999 record "Bloodthirst" and in 2000 the group distributed "Live Cannibalism" in CD and DVD. The penultimate work, released in 2004, was "Wretched Spawn", and the current with Rob Barrett takes the guitars again in place of Jack Owen, who left the cast of the band in 2004 called "Kill", released in 2006. To celebrate the 25th anniversary of the band was released a triple DVD covering the entire career of the band called "Centuries of Torment: 20 Years". [Source: wikipedia]

Total Time: 39 min


23 de maio de 2015

BERNARD FANNING - Departures



Acoustic
2013
Bitrate: 256 kbps
[cd quality]+

Bernard Fanning é um músico australiano. É mais conhecido como vocalista da banda de rock alternativo australiana Powderfinger, da qual faz parte desde 1989. Nascido e criado em Toowong, Brisbane, Fanning aprendeu a tocar piano com a sua mãe quando era novo. Fanning começou a compor música aos 15 anos quando frequentava o St. Joseph’s College. Quando se formou, entrou na Universidade de Queensland onde estudou Jornalismo. Desistiu do curso pouco tempo depois para seguir uma carreira musical, depois de conhecer Ian Haug numa aula de economia. Fanning juntou-se a Haug, John Collins e Steven Bishop, que tinha formado os Powderfinger recentemente, e assumiu o papel de vocalista. Nos 15 anos seguintes, a banda lançou 5 álbuns e conseguiu um grande sucesso na Austrália. Durante uma pausa da banda em 2005, Fanning lançou-se a solo com o álbum “Tea and Sympathy”. Os Powderfinger, reuniram-se no ano seguinte e lançaram o seu 6º álbum de estúdio Enquanto que o estilo dos Powderfinger se centra mais no rock alternativo, a sua música a solo é descrita como uma mistura de blues e folk acústico. Fanning toca vários instrumentos, entre eles a guitarra, piano, teclado e harmónica. Fanning também é conhecido por criticar várias figuras políticas australianas, expressando muitas vezes o seu desagrado através da sua música. Doar dinheiro a instituições é outra das suas características, sendo um representante de causas da população Aborígene australiana. [Fonte: lastfm]

Bernard Fanning is an Australian musician. It is best known as the lead singer of the Australian rock band Powderfinger, which is part since 1989. Born and raised in Toowong, Brisbane, Fanning learned to play the piano with his mother when he was young. Fanning began composing music at age 15 while attending St. Joseph's College. When he graduated, he entered the University of Queensland where he studied journalism. Dropped out of the course shortly after to pursue a music career, after meeting Ian Haug in a class economy. Fanning joined Haug, John Collins and Steven Bishop, who had formed the Powderfinger recently, and assumed the role of lead singer. Over the next 15 years, the band released five albums and achieved a great success in Australia. During a break from the band in 2005, Fanning was released solo with the album "Tea and Sympathy". The Powderfinger, met the following year and released their 6th studio album While the style of Powderfinger focuses more on alternative rock, his solo music is described as a mixture of blues and acoustic folk. Fanning plays several instruments, including guitar, piano, keyboard and harmonica. Fanning is also known for criticizing several Australian political figures, often expressing their displeasure through his music. Donate money to institutions is another of its characteristics, being a representative of causes of the Australian Aboriginal population. [Source: lastfm]

Total Time: 44 min

BELLS ATLAS - Bells Atlas


Soul Music
2013
Bitrate: 256 kbps
[cd quality]

Total Time: 42 min

22 de maio de 2015

ARTILLERY - When Death Comes


Trash Metal
2009
Bitrate: 256 kbps
[cd quality]+

A dinamarquesa Artillery foi uma das muitas bandas européias de qualidade de thrash metal que parecem nunca conseguir uma brecha. Formada em 1982 em Taastrup, subúrbio de Copenhagen, pelos irmãos Michael Stytzer (guitarra) e Morten Stytzer (baixo), o Artillery gravou demos que rapidamente se tornaram um artigo requisitado no circuito de troca de fitas do heavy metal. Sendo uma rede de impacto no mundo, essa importante comunidade underground também foi responsável por lançar as carreiras de eventuais gigantes como Metallica e Anthrax, que de outro modo talvez poderiam ser lançadas na obscuridade. No caso do Artillery, trocar o vocalista original Carsten Lohmann por Flemming Ronsdorf provou ser o catalisador que eles precisavam, já que o vocal distinto do último vocalista (alternativamente brusco e cortante à la King Diamond) ajudou-os a se destacarem. Completa com o o guitarrista Jorgen Sandau e o baterista Carston Nielson, a banda logou fechou um contrato com o selo de metal britânico Neat, que lançou o influente par de álbums “Fear of Tomorrow” de 1985 e “Terror Squad” de 1987. Nesse tempo, o grupo viajou através da Europa em muitas turnês, incluindo uma longa excursão patrocinada pelo governo dinamarquês que os levou aos confins da União Soviética. Compreensivelmente, o Artillery entrou numa tempestade com as crianças soviéticas famintas por rock, mas as autoridades não ficaram impressionadas, mandando-os embora com uma passagem só de ida pela ferrovia trans-siberiana. O guitarrista Sandau saiu logo após o retorno, e a banda começou a procurar um novo contrato com qualquer um exceto a problemática Neat Records, finalmente assinando com a Roadrunner, para quem eles gravaram o ambicioso “By Inheritance” de 1990, na tentativa de quebrar as barreiras crescentes do thrash metal. O novo baixista Peter Thorslund foi trazido nessa época para que Morten Stytzer pudesse ir pra guitarra, mas com as tensões internas crescentes da banda, o Artillery acabou separando-se em 1991. Pouco se sabia sobre os membros da banda na próxima década, mas quando suas influentes demos foram reunidas para serem lançadas no “Deadly Relics” de 1998, Ronsdorf e os irmãos Stytzer decidiram tentar um retorno. Recrutando o baterista Per M. Jensen (The Haunted), o Artillery retornou em 1999 com o LP adequadamente chamado “B.A.C.K.”, que, deixando de lado as técnicas modernas de estúdio usadas, foi fiel ao som thrash técnico dos seus primórdios. A banda entrou em hiato novamente, no ano 2000. Mas já em 2007 retornou à ativa. Lançando dois novos álbuns, When Death Comes (2009) e My Blood (2011). [Fonte: allmusic]

The Danish Artillery was one of many European bands of quality thrash metal that never seem to get a break. Formed in 1982 in Taastrup, Copenhagen suburb, by brothers Michael Stytzer (guitar) and Morten Stytzer (bass), the Artillery recorded demos which quickly become an item ordered on tape trading circuit of heavy metal. Being an impact network in the world, this important underground community was also responsible for launching the careers of any giants like Metallica and Anthrax, who might otherwise could be launched in the dark. In the case of Artillery, replace the original singer Carsten Lohmann by Flemming Ronsdorf proved to be the catalyst they needed, as the distinguished vocal of the last vocalist (alternatively blunt and sharp à la King Diamond) helped them to excel. Complete with the the guitarist Jorgen Sandau and drummer Carston Nielson, the band logged signed a contract with the British metal seal Neat, who launched the influential pair of albums "Fear of Tomorrow" in 1985 and "Terror Squad" in 1987. At that time The group traveled throughout Europe on many tours, including a long tour sponsored by the Danish government that led to the ends of the Soviet Union. Understandably, Artillery entered a storm with the Soviet children hungry for rock, but the authorities were not impressed, sending them away with a one-way ticket for the trans-Siberian railway. The Sandau guitarist left shortly after returning, and the band started looking for a new contract with anyone except the problem Neat Records, finally signing with Roadrunner, for whom they recorded the ambitious "By Inheritance" 1990 in an attempt to break the growing barriers of thrash metal. The new bassist Peter Thorslund was brought this time to Morten Stytzer could go guitar, but with the growing internal tensions of the band, Artillery ended up separating in 1991. Little was known about the band members over the next decade, but when their influential demos were gathered for release in "Deadly Relics" 1998 Ronsdorf and Stytzer brothers decided to try a comeback. Recruiting drummer Per M. Jensen (The Haunted), the Artillery returned in 1999 with the LP aptly named "BACK", which, leaving aside the studio of modern techniques was faithful to technical thrash sound of their early days. The band went on hiatus again in 2000. But in 2007 he returned to active duty. Releasing two new albums, When Death Comes (2009) and My Blood (2011). [Source: allmusic]

Total Time: 48 min


8 de maio de 2015

CRAVO E CANELLA - Sabor de Paz


Samba
1994
Bitrate: 256 kbps
[cd quality]

Cravo e Canella É um grupo paulistano de samba, swing e samba rock formado no ano de 1981, mas que teve seu disco de estreia lançado apenas em 1984. Quase dez anos depois, em 1993 mais precisamente, lançaram o CD "Sabor de Paz", através do qual a faixa "Lá vem o Negão" recebeu o Troféu Imprensa de "Melhor Música" em 1994, bem como discos de ouro e platina.1 À época, o grupo musical Mamonas Assassinas fez uma paródia da canção, "Lá vem o Alemão", presente em seu primeiro é único álbum. Em 2014, o grupo se apresenta no programa Domingo Show da Rede Record, após 16 anos sem estar nos palcos e anunciam o seu retorno. O grupo tem seu mais novo lançamento previsto para abril de 2015 com a música "O cara do bem". [Fonte: wikipedia]

Cloves and Canella is a São Paulo group of samba, swing and samba rock formed in 1981, but which had its debut album released only in 1984. Almost ten years later, in 1993 more precisely, released the CD "Peace Sabor" through which the track "Here comes Black Man" received the trophy Press "Best Music" in 1994, as well as gold records and platina.1 at the time, the musical group Snuff made a parody of the song, "Here comes the German, "this is his first single album. In 2014, the band performs on Sunday Show of Record TV program after 16 years without being on stage and announce his return. The group has its newest release scheduled for April 2015 with the song "The guy's good." [Source: wikipedia]

Total Time: 46 min

3 de maio de 2015

ANVIL - Hope In Hell


Power Metal
2013
Bitrate: 256 kbps
[cd quality]

No começo dos anos 80, a banda canadense de heavy metal Anvil causou impacto na cena crescente do speed metal. Seus primeiros três álbums mostravam um metal tecnicamente avançado e espantoso numa velocidade nunca antes vista - som pelo prazer do som, e não pela música. Depois de lançar seu terceiro álbum em 1983, a banda afundou num lamaçal de problemas criativos e legais onde suas conquistas e popularidade foram eclipsadas por bandas que definiram o speed e o thrash metal - Metallica, Slayer e Megadeth - entre outras menos conhecidas que tinham débito com o trabalho anterior do Anvil. Depois de dois álbums de retorno “marginalmente” bem sucedidos lançados em 1987 e 1988, o guitarrista Dave Allison saiu da banda, que efetivamente parou de gravar. [Créditos: allmusic]

In the early '80s, the Canadian heavy metal band Anvil has impacted on increasing the speed metal sceneHis first three albums showed a technically advanced metal and an amazing speed never seen before - sound for the pleasure of the sound, not the musicAfter releasing their third album in 1983the band sank into a morass of legal and creative issues where his achievements and popularity were eclipsed by bands that defined the speed and thrash metal - MetallicaSlayer and Megadeth - among other lesser known who had debit with the previous work of AnvilAfter two albums of "marginally" successful comeback in 1987 and launched in 1988, guitarist Dave Allison left the bandwhich effectively stopped recording[Credits: allmusic]

Total Time: 54 min

PAULINHO DA VIOLA - Paulinho da Viola [Recomendado]


Samba
1975
Bitrate: 320 kbps
[cd quality]++

Filho do músico Cesar Faria, Paulinho da Viola cresceu num ambiente naturalmente musical. Na sua infância em Botafogo, bairro tradicional da zona sul do Rio de Janeiro onde nasceu em 12 de novembro de 1942, teve contado constante com a música através do pai, violonista integrante do conjunto Época de Ouro. Nos ensaios familiares do conjunto, Paulinho conheceu Jacob do Bandolim e Pixinguinha, entre muitos outros músicos que se reuniam para fazer choro e eventualmente cantar valsas e sambas de diferentes épocas. Ao longo dos anos 70, Paulinho gravou em média um disco por ano, ganhou diversos prêmios e se apresentou por diversas cidades no Brasil e no mundo. Já nos anos 80, gravou mais quatros discos e manteve-se como um dos principais nomes do samba no país. Nos anos 90, entrou numa nova fase, onde a imprensa e os críticos passaram a vê-lo como um músico mais sofisticado e maduro. Mesmo sem perder seu apelo popular, Paulinho gravou um de seus mais importantes trabalhos, Bebadosamba e montou o espetáculo homônimo. O trabalho de Paulinho hoje é visto como um elo entre diversas tradições populares como o samba, o carnaval e o choro, além de suas incursões em composições para violão e peças de vanguarda. Um dos maiores representantes do samba e herdeiro do legado de músicos como Cartola, Candeia e Nelson Cavaquinho mostra que está sempre se renovando e produzindo sem abandonar seus princípios e valores estéticos. [Fonte: paulinhodaviola]

Son of musician Cesar Faria, Paulinho da Viola grew up in a musical environment naturally. In its infancy in Botafogo, traditional neighborhood of southern zone of Rio de Janeiro where he was born on November 12, 1942, had counted with the constant music through his father, a member of the set guitarist Golden Era. In trials the family together, Paulinho met Jacob's Mandolin and Pixinguinha, among many other musicians who gathered to cry and eventually sing waltzes and sambas from different eras. Over the 70 years, Paulinho recorded on average one album every year, won several awards and performed by several cities in Brazil and worldwide. Already in the 80s, recorded over four albums and has remained as one of the leading names of samba in Brazil. In the 90s, entered a new phase, where the press and critics began to see it as a more sophisticated and mature musician. Even without losing its popular appeal, Paulinho recorded one of his most important works, Bebadosamba and rode the eponymous show. Paulinho's work today is seen as a link between various popular traditions like samba, carnival and crying, and his forays into compositions for guitar and avant-garde pieces. One of the greatest representatives of samba and heir to the legacy of musicians like Top Hat, Candeia and Nelson Cavaquinho shows that is always renewing itself and producing without abandoning their principles and aesthetic values​​. [Source: paulinhodaviola]

Total Time: 39 min