21 de outubro de 2020

PLACIDO DOMINGO - Con Amore


Classical Musical 
1982
Bitrate: 256 kbps
[cd quality]+

Plácido Domingo nasceu em Madri, filho dos cantores de Zarzuelas Plácido Domingo e Pepita Embil. Conhecido em sua família como “El Granado”, por cantar desde muito pequeno a canção Granada, de Agustín Lara. Em 1949, sua família se mudou para a Cidade do México a fim de trabalhar em ópera e logo iniciou seus estudos de piano. Tempos depois, foi admitido na Escola Nacional de Artes e no Conservatório Nacional de Música da capital mexicana, estudando piano e regência. Além de cantar música lírica, fez também os coros de cantores de rock como Enrique Guzmán e César Costa, na banda Los Black Jeans, em 1958. Sua estréia como cantor se deu como barítono. Apareceu em cena pela primeira vez em 12 de maio de 1959 no teatro Degollado de Guadalajara, interpretando o papel de Pascual, na ópera Marina. Interpreou também como barítono papéis nas óperas Rigoletto e Diálogo das Carmelitas, entre outros. Sua estréia como tenor se deu ao interpretar o Alfredo de La Traviata, em 1959 em Monterrey. Em 1962, uniu-se à Ópera de Tel Aviv, onde nasceria sua fama. Passou ali dois anos e meio, cantando em 280 ocasiões. Posteriormente, em 1966, estreou na Ópera de Nova York a ópera Don Rodrigo, de Alberto Ginastera. A partir de 1968, quando se apresentou no Metropolitan de Nova York pela primeira vez a ópera Adriana Lecouvreur, de Francesco Cilea, fazendo par com Renata Tebaldi, passou a sempre abrir a temporada em vinte e uma ocasiões, superando o recorde de Enrico Caruso. Durante sua carreira, cantou na maioria das maiores casas de ópera do mundo, e nos principais festivais. Plácido Domingo também trabalhou como maestro, juntamente com Herbert von Karajan, Zubin Mehta e James Levine. Como a maior parte dos tenores dramáticos (que começam como baritones ou baritenores) , Plácido Domingo começou a sua carreira como baritone tendo treinado a sua voz para cobrir a escala de baritenor e tenor, sem no entanto perder a riqueza dos registos mais baixos da voz. Como praticante activo de desporto que foi, a sua resistência física também contribui para o sucesso no desenvolver da sua voz dramática, pois é algo essencial neste tipo de tenores, devido a haver papeis para tenores dramáticos que podem durar até quatro horas a cantar sobre orquestra! Foi no final da década de 1950 as suas primeiras aparições como profissional, desempenhando papeis de baritone. E foi igualmente nesse final de década que começou a assumir o papel de tenor e a especializar a sua voz nos papeis dramáticos. Apesar da sua voz ser incrivelmente flexível, foi nos papeis de óperas de Giacomo Puccini , Giuseppe Verdi e Richard Wagner onde obteve os seus melhores desempenhos e também as melhores críticas. Nos primeiros anos do século XXI, intensificou seu trabalho como maestro, tanto em óperas quanto em orquestras sinfônicas. Em 1998 foi nomeado diretor artístico da Ópera de Los Angeles, tornando-se diretor geral em 2003. Sua gravação em 1981 da canção “Perhaps Love”, em duo com John Denver contribuiu para aumentar a popularidade do tenor fora dos meios operísticos. Em 1993, fundou a Operalia, prêmio dado aos melhores cantores jovens de ópera na Cidade do México. Formou em 1990, juntamente com José Carreras e Luciano Pavarotti, a sociedade d’Os Três Tenores, durante a Copa da Itália. O evento ficou concebido, originalmente, para adquirir fundos para a Fundação Internacional contra a Leucemia José Carreras. Apresentaram-se juntos também em todas as copas até 2002, regidos por Zubin Mehta. O talento de Plácido Domingo era reconhecido pelos outros dois tenores. Apresentou-se com grande sucesso em Santiago do Chile, em 2007, no concerto comemorativo do sesquicentenário do Teatro Municipal de Santiago, ao ar livre, para um público de cerca de quinze mil pessoas, atraindo pessoas de todo o país e esperando por até 10 horas por sua apresentação. Atuou também em companhia da cantora lírica chilena Verónica Villarroel. Plácido Domingo também interpretou em óperas filmadas: Madama Butterfly, dirigida por Jean-Pierre Ponnelle, Carmen, dirigida por Francesco Rossi (ganadora de un premio Grammy), Tosca dirigida por Gianfranco de Bosio, assim como em três dirigidas por Franco Zeffirelli: Otello, Cavalleria rusticana & Pagliacci, e La Traviata, com Teresa Stratas, que recebeu igualmente um Grammy. Apareceu na televisão, tanto em galas de zarzuela como em retransmissões de Live at the Met. Entre outras aparições televisivas em muitos países ao longo dos anos, muitas delas com fins de caridade, Domingo apareceu em A Night for New Orleans, com Frederica von Stade em março de 2006. O concerto tinha o propósito de arrecadar fundos para a reconstrução da cidade e foi bem recebido pelo público. [Creditos: placidodomindo]

Plácido Domingo was born in Madrid, son of Zarzuelas singers Plácido Domingo and Pepita Embil. Known in his family as "El Granado," for singing since very little the song Grenade by Agustín Lara. In 1949, his family moved to Mexico City in order to work in Opera and soon began his piano studies. Later, he was admitted to the National School of Arts and at the National Conservatory of music of the Mexican capital, studying piano and conducting. In addition to singing lyrical music, also did the choruses of rock singers like Enrique Guzmán and César Costa, in the band Los Black Jeans, in 1958. His debut as a singer was as a baritone. Appeared on the scene for the first time in May 12, 1959 in the teatro Degollado in Guadalajara, playing the role of Pascual, in the Opera Marina. Interpreou also as baritone roles in operas Rigoletto and Dialogue of the Carmelites among others. His debut as a tenor took place when interpreting the Alfredo de La Traviata, in 1959 in Monterrey. In 1962, joined to the Opera of Tel Aviv, where his fame was born. Went there two and a half years, singing 280 on occasions. Later, in 1966, debuted in the Opera of New York the Opera Don Rodrigo of Alberto Ginastera. From 1968, when she performed at the Metropolitan in New York for the first time the Opera Adriana Lecouvreur by Francesco Cilea, making par with Renata Tebaldi, he always open the season on 21 occasions, surpassing the record of Enrico Caruso. During her career, she sang at most of the major opera houses of the world, and major festivals. Plácido Domingo has also worked as a conductor, along with Herbert von Karajan, Zubin Mehta and James Levine. Like most dramatic Tenors (that begin as baritones or baritenores), Plácido Domingo began his career as a baritone and trained his voice to cover the baritenor range and tenor, without however losing the richness of the lowest registers of the voice. As an active practitioner of sport that was, his physical strength also contributes to success in developing their dramatic voice, because it's something essential in Tenors, due to be papers for dramatic tenors that can last up to four hours to sing about Orchestra! It was at the end of the Decade of 1950 his first appearances as a professional, playing baritone roles. And it was also in this final decade he began to assume the role of tenor and specialize your voice in dramatic roles. In spite of his voice being incredibly flexible, it was in the papers of operas by Giacomo Puccini, Giuseppe Verdi and Richard Wagner where he achieved his best performances and also the best critiques. In the early years of the 21st century, has intensified his work as a conductor, both in Opera and symphony orchestras. In 1998 he was appointed Artistic Director of the Opera of Los Angeles, becoming General Director in 2003. His 1981 recording of the song "Perhaps Love", in duo with John Denver has helped to increase the popularity of the tenor outside the operatic circles. In 1993 he founded Operalia, prize given to the best young opera singers in Mexico City. Formed in 1990, along with José Carreras and Luciano Pavarotti, the society of the three Tenors, during the World Cup in Italy. The event was designed originally to acquire funds for the International Foundation against leukemia José Carreras. Performed together as well in all the hearts until 2002, conducted by Zubin Mehta. Plácido Domingo's talent was recognized by the other two tenors. Performed with great success in Santiago, Chile, in 2007, in commemoration of the sesquicentennial of the Teatro Municipal de Santiago, outdoor, to an audience of about 15,000 people, attracting people from all over the country and waiting for up to 10:0 for your presentation. He also served in the company of the Chilean lyric singer Veronica Villarroel. Plácido Domingo also played in filmed operas: Madama Butterfly, directed by Jean-Pierre Ponnelle, Carmen, directed by Francesco Rossi (singer who won a Grammy Award), directed by Gianfranco Tosca of Bosio and three directed by Franco Zeffirelli: Otello, Cavalleria rusticana, Pagliacci & and La Traviata, with Teresa Stratas, who also received a Grammy. Appeared on television both in galas of zarzuela as in retransmissions of Live at the Met. Among other television appearances in many countries over the years, many of them with charitable purposes, Sunday appeared in A Night for New Orleans with Frederica von Stade in March 2006. The concert was intended to raise funds for the reconstruction of the city and was well received by the public. [Credits: placidodomindo]

Total Time: 44 min

Um comentário:

  1. http://www.mediafire.com/file/jxz89p5x7k4j0pe/PLACIDO_DOMINGO_-_Con_Amore_%255B1982%255D.rar/file

    ResponderExcluir