14 de agosto de 2021

MORAES MOREIRA - Pérolas


MPB
[Brazilian Popular Music]
2000
Bitrate 256 kbps
[cd quality]+

Em 1968, juntamente com Paulinho Boca de Cantor, Luis Galvão, Pepeu Gomes e Baby Consuelo (hoje Baby do Brasil), formou o grupo Os Novos Baianos, que fez sua estréia com o show "Desembarque dos bichos depois do dilúvio", em Salvador. No ano seguinte, participou, com o conjunto, do V Festival da Música Popular Brasileira da TV Record de São Paulo, com sua composição "De Vera" (c/ Galvão). A canção foi registrada no primeiro LP do grupo, lançado nesse mesmo ano, ao lado de outras da mesma dupla de parceiros como "É ferro na boneca" e "A casca de banana que pisei". Ainda no início dos anos 1970, transferiu-se com os outros integrantes do conjunto Os Novos Baianos para o Rio de Janeiro, vivendo inicialmente em um apartamento em Botafogo e, mais tarde, em um sítio em Vargem Grande. Em 1972, o grupo incorporou o baixista carioca Dadi e os percussionistas Jorginho Gomes, Baixinho e Luis Bolacha. Redirecionado musicalmente pela influência de João Gilberto, amigo de infância de Luis Galvão, o conjunto gravou, pela Som Livre, o LP "Acabou Chorare", contendo, entre outras, canções de sua parceria com Galvão, como a faixa título, "Mistério do planeta", "A menina dança", "Um bilhete pra Didi", "Tinindo trincando" e "Preta, Pretinha", esta última vindo a se tornar um dos maiores sucessos do grupo, que também ficaria conhecido pela releitura de "Brasil pandeiro" (Assis Valente), incluída nesse mesmo LP. Em 1973, ainda com o grupo, lançou o LP "Novos Baianos Futebol Clube". Neste disco, foram registrados outros sucessos de sua autoria, como "Besta é tu" (c/ Pepeu e Galvão), "Sorrir e cantar como Bahia" e "Só se não for brasileiro nessa hora", ambas em parceria com Galvão, entre outras. O disco incluiu também uma releitura de "Samba da minha terra" (Dorival Caymmi), que se tornaria outro grande sucesso do conjunto. Em 1975, lançou seu primeiro disco solo, "Moraes Moreira". No ano seguinte, iniciou uma parceria com o poeta Fausto Nilo, com quem compôs "Santa fé", tema de abertura da novela "Roque Santeiro" (Rede Globo). Ainda em 1976, participou, como cantor, do Trio Elétrico de Dodô e Osmar. Constam da relação dos intérpretes de suas canções, Daniela Mercury ("Monumento vivo", com Davi Moraes), Ney Matogrosso, Luis Melodia ("Mistério do planeta", com Luis Galvão), Fagner, Simone ("Pão e poesia", com Fausto Nilo), Marisa Monte ("Dê um rolê", com Galvão) e Gal Costa ("Festa do Interior", com Abel Silva, música mais tocada em 1982), entre vários outros. Em linguagem de cordel, lançou, em 2007, o livro “A história dos Novos Baianos e outros versos” (Língua Geral Editora), acompanhado de um CD que registra sua voz na leitura do cordel e também de poemas inéditos e letras de sua autoria. O lançamento foi celebrado na Modern Sound (RJ), com leitura de trechos do livro e performance musical, ao lado de seu filho, o guitarrista Davi Moraes. Lançou, em 2012, o CD “A revolta dos ritmos”, primeiro disco de inéditas em sete anos. No repertório, “Feito Jorge Ser Amado”, “A dor do poeta”, “Brasileira Academia” e a faixa-título, entre outras. Também nesse ano, participou da série “Grandes nomes, grandes discos”, na casa Miranda (RJ), falando sobre o LP “Acabou Chorare” e interpretando canções do disco que gravou com o grupo Os Novos Baianos em 1972. A mesa contou com a participação do pesquisador Fred Góes. Ainda em 2012, foi um dos palestrantes da série “De conversa em conversa” do 3º Salão de Leitura, realizado no Teatro Popular de Niterói. Nesse mesmo ano, celebrando os 40 anos de lançamento do disco “Acabou chorare”, que gravou como integrante do grupo Os Novos Baianos, fez show ao lado do filho, Davi Moraes, no Instituto Moreira Salles. Em seguida, saiu em turnê comemorativa, que teve estreia no Studio RJ, no Rio, desta vez com a participação de outros músicos. Em 2013, fez show de lançamento do CD “A revolta dos ritmos” no espaço Miranda (RJ). Nesse mesmo ano, foi contemplado com o Prêmio da Música Brasileira, nas categorias Melhor Cantor Regional e Melhor Álbum Regional, pelo CD “A revolta dos ritmos”. Ainda em 2013, apresentou o show “Pé de Serra” no Teatro Net Rio (RJ). [Fonte: diconariodampb]

In 1968, together with Paulinho Singer Mouth, Luis Galvao, Pepeu Gomes and Baby Consuelo (now Baby Brazil), formed the group The Bahian News, which made its debut with the show "Landing of the animals after the flood", in Salvador . The following year, participated with the group, the V Festival of Brazilian Popular Music TV Record of São Paulo, with his "De Vera" composition (c / Galvão). The song was recorded in the first LP of the group, released that same year, along with others of the same pair of partners as "iron is the doll" and "A banana peel I stepped." Still in the early 1970s, he moved with the other members of the group The New Baianos to Rio de Janeiro, initially living in an apartment in Botafogo and later at a site in Vargem Grande. In 1972, the group entered the Rio Dadi bassist and the drummer Jorginho Gomes, Shorty and Luis wafer. Redirected musically by the influence of João Gilberto, a childhood friend of Luis Galvao, the band recorded by Som Livre, the LP "It's over Chorare", containing, among others, songs from its partnership with Galvão, like the title track, "Mystery planet "," Dancing Girl "," A ticket to Didi, "" tingling gritting "and" Black, Blackie, "the latter come to become one of the biggest hits of the group, which would also known for retelling of" Brazil Tambourine "(Assis Valente), included in the same LP. In 1973, still with the group, he released the album "New Baianos Football Club." On this record, there have been other successes of his own, as "Beast is you" (c / Pepeu and Galvão), "Smile and sing like Bahia" and "Only if it is not Brazilian at this time," both in partnership with Galvão, among others. The album also included a reading of "Samba da minha terra" (Dorival Caymmi), who would become another great success together. In 1975, he released his first solo album, "Moraes Moreira." The following year began a partnership with the poet Fausto Nile, who wrote "Holy Faith", the opening theme of the novel "Roque Santeiro" (Globo). In 1976, he participated as a singer, the Electric Trio of Dodo and Osmar. Contained in the list of performers of his songs, Daniela Mercury ("living monument" with David Moraes), Ney Matogrosso, Luis Melodia ("Mystery of the planet", with Luis Galvao), Fagner, Simone ("Bread and Poetry" with Fausto Nile), Marisa Monte ("Give a rollin 'with Galvão) and Gal Costa (" Festa do Interior ", with Abel Silva, most played song in 1982), among many others. In line of language, launched in 2007, the book "History of New Baianos and other verses" (Editora General Language), accompanied by a CD that records your voice reading the string and also of unpublished poems and letters of his own . The launch was held at Modern Sound (RJ), with reading excerpts from the book and musical performance, next to his son, guitarist David Moraes. Launched in 2012, the CD "The revolt of the rhythms" first unpublished disc in seven years. The repertoire, "Made Jorge Be Loved", "The pain of the poet", "Brazilian Academy" and the title track, among others. Also that year, participated in the series "Big names, great records," the house Miranda (RJ), speaking on the LP "It's over Chorare" and playing songs on the album he recorded with the group The New Baianos in 1972. The table featured the participation of researcher Fred Goes. In 2012, it was one of the speakers series "De conversation conversation" 3rd Reading Room held at the Popular Theatre of Niteroi. That same year, celebrating the 40th anniversary release of the album "Finished chorare" which he recorded as a member of the group The Bahian News, did show up next to her son, David Moraes, the Instituto Moreira Salles. Then it went on commemorative tour, which premiered at Studio RJ, Rio, this time with the participation of other musicians. In 2013, he made the CD release show "The revolt of the rhythms" in space Miranda (RJ). That same year, was awarded the Prize of Brazilian Music in the categories Best Regional Singer and Best Regional Album, the CD "The revolt of the rhythms." Even in 2013, presented the show "Pé de Serra" in Net Rio Theatre (RJ). [Source: diconariodampb]

Total Time: 58 min

Um comentário: