14 de outubro de 2020

MESTRE SALUSTIANO - Sonho da Rabeca


MPB / Folclore
1998
Bitrate: 256 kbps
[cd quality]+

Manoel Salustiano Soares - o “Mestre Salu” nasceu no dia 12 de novembro de 1945, no Engenho Oiteiro Alto, Cidade de Aliança, Zona da Mata Norte de Pernambuco. Filho de Dona Maria Tertonila da Conceição e Seu João Salustiano Soares, rabequeiro respeitado na mesma região, Mestre Salu teve uma infância muito sofrida no campo, cortando cana, limpando mato, carreando, cambitando, lá no engenho. Sempre lutava toda semana no campo e no fim-de-semana tinha preocupação de ir para os espetáculos populares como Cavalo Marinho e Mamulengo, Ciranda e Maracatu. Pai de quinze filhos de nove mulheres, Mestre Salu mantém a tradição de repassar para os seus filhos a essência da arte, os ensinamentos recebidos do seu pai. Garboso, relata que recebeu a orientação de nove mestres de diferentes brincadeiras: Ciranda, Cavalo Marinho e Maracatu. Certamente, foi a influência dessas pessoas que fez de Mestre Salustiano um artista diversificado, com conhecimento e criatividade para renovar e inovar as brincadeiras. Mestre Salustiano conseguiu por si só transformar o terreiro de chão batido em palco de grandes espetáculos, e diferentes espetáculos, ora iluminados com a luz do candeeiro, ora iluminados com o clarão de refletores. No interior, na capital, em outros estados e países: Cuba, Estados Unidos, Bolívia, França… Lugares diferentes, com espetáculos diferentes, e com artistas iguais, basicamente da mesma origem, que tanto engolem a fumaça quente dos solos saturados da cana-de-açúcar, como respiram a fictícia fumaça de gelo seco nas grandes capitais. Em agosto de 2008, Pernambuco perde um grande Artista da cultura popular: mestre Salustiano que levou para todo o mundo o som da sua rabeca encantada e comandou o baque solto dos maracatus, e levou junto consigo boa parte da cultura pernambucana. O grande mestre cumpriu seu papel aqui na terra, levando alegria e diversão para todos que tiveram a oportunidade de ver sua performance no palco, e ouvir suas músicas. [Fonte: pousadapeter]

Salustiano Manoel Soares - the "Master Salu" was born on November 12, 1945, in Mill Oiteiro Alto, City of Alliance, the Northern Forest Zone of Pernambuco. Son of Dona Maria da Conceição and Tertonila Your Salustiano John Soares, rabequeiro respected in the same region, Mestre Salu had a very painful childhood in the countryside, cutting cane, bush clearing, hustling, cambitando there at the mill. Always struggled on the field every week and end-of-week concern had to go for popular shows like Seahorse and Mamulengo, CIRANDA and Maracatu. Father of fifteen children of nine women, Master Sallu has a tradition to pass on to their children the essence of art, received the teachings of his father. Dapper, reports that the guidance received from nine different masters play: CIRANDA, Seahorse and Maracatu. Certainly, it was the influence of those people who did Master Salustiano a diverse artist with knowledge and creativity to renovate and innovate the games. Master Salustiano could by itself transform the yard of the ground slammed into a stage for great performances, and different shows, now illuminated with the light of the lamp, now illuminated by the glare of floodlights. Inside, the capital, in other states and countries: Cuba, United States, Bolivia, France ... different places, with different shows, and artists alike, basically the same origin, that both swallow the hot smoke from saturated soils from sugarcane of sugar, as the fictional breathe smoke of dry ice in the big cities. In August 2008, Pernambuco loses a great artist of popular culture: Salustiano master who took over the world the sound of his enchanted fiddle and commanded the thud loose maracatus, and brought along with him much of the culture of Pernambuco. The large master has fulfilled his role here on earth, bringing joy and fun for everyone who had the opportunity to see his performance on stage, and listen to your music. [Source: pousadapeter]

Total Time: 59 min


Um comentário: