13 de março de 2020

ADRIANA CALCANHOTO - Enguiço [Recomendado]


MPB
[Música Popular Brasileira]
1990
Bitrate 256 kbps
[cd quality]+

Adriana da Cunha Calcanhotto, mais conhecida por Adriana Calcanhotto ou Adriana Partimpim, é uma cantora e compositora brasileira. As suas composições abordam estilos variados: samba, bossa nova, pop e baladas. Dentre as características de repertório, observa-se a regravação de antigos sucessos da MPB e arranjos diferenciados. É filha de Carlos Calcanhoto, baterista de jazz e bossa nova, e de Morgada Assumpção Cunha, bailarina e professora de Educação Física. Aos seis anos ganha do avô o primeiro instrumento: um violão. Aprendeu a tocar o instrumento e também, mais tarde, a cantar. Logo emergiu nas influências musicais (MPB) e literárias (Modernismo Brasileiro). Ficou fascinada pelo Movimento antropofágico de Oswald de Andrade, Tarsila do Amaral e outros nomes daquele movimento cultural. A vida artística iniciou-se em bares de Porto Alegre, como o Fazendo Artes e o Porto de Elis. Também trabalhou em peças teatrais e depois se lançou em concertos e festivais por todo o país no estilo voz e violão. O primeiro disco, lançado em 1990 pela gravadora CBS, trouxe canções de autoria (a faixa título e Mortaes) e regravações de clássicos da MPB (Sonífera Ilha, do grupo Titãs, Caminhoneiro de Roberto e Erasmo Carlos, Disseram que Voltei Americanizada, gravada por Carmem Miranda, e Nunca, do conterrâneo Lupicínio Rodrigues). Naquela estação, por sua vez, integrou a trilha sonora da telenovela global Rainha da Sucata, de Sílvio de Abreu (1990). No ano seguinte, recebeu o Prêmio Sharp de revelação feminina. No segundo trabalho, Senhas, de 1992, o repertório estava focado nas canções de autoria, com destaque para Esquadros e Mentiras; esta última foi incluída na trilha da novela Renascer, de Benedito Ruy Barbosa. Em 1994, a fórmula dá sinais de cansaço e desgaste devido à exposição excessiva na mídia. Por isso, nesse mesmo ano lançou o LP A fábrica do poema, com algumas doses de experimentalismo (poemas de Augusto de Campos, Gertrude Stein, textos do cineasta Joaquim Pedro de Andrade e parcerias com Waly Salomão, Arnaldo Antunes, Antônio Cícero e Jorge Salomão). No terceiro disco, que também foi o último a ter versão em vinil, os destaques foram Metade e Inverno. Prosseguiu com o álbum Maritmo, que simulou uma incursão pela dance music (Pista de dança, Parangolé Pamplona), samplers (Vamos comer Caetano), e a regravação de Quem vem para beira do mar, de Dorival Caymmi. Uma das participações foi uma performance na livraria Argumento, no Rio de Janeiro, musicando poemas do poeta português Mário de Sá Carneiro em 1996. Um deles, O outro acabou por entrar no CD Público (2000), que trazia regravações dos antigos sucessos entre outras canções consagradas e também rendeu um DVD, lançado no ano seguinte pela gravadora BMG. No ano de 2000, a canção "Devolva-me" integrou a trilha da novela Laços de Família como tema de Capitu (Giovanna Antonelli) e Fred (Luigi Baricelli). Em 2002 foi lançado o álbum Cantada, obra que recebeu um disco de platina, o que significa que vendeu mais de 250 mil cópias no país. Em 2004, Adriana lançou o álbum Adriana Partimpim, uma seleção de canções para crianças, com o qual ganhou o prêmio Grammy latino de melhor álbum infantil. Em 2007, participou da Cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos de 2007 no Rio de Janeiro...[Fonte: wikipedia]

Adriana da Cunha Calcanhotto, better known as Adriana Calcanhotto or Adriana Partimpim, is a singer and songwriter Brazilian. His compositions deal with varied styles: samba, bossa nova, pop and ballads. Among the repertoire of features, there is a re-recording of old hits of MPB and different arrangements. She is the daughter of Charles Calcanhoto, jazz drummer and bossa nova, and Morgada Assumption Cunha, a dancer and teacher of Physical Education. At six wins from his grandfather the first instrument: a guitar. He learned to play the instrument and also later to sing. Soon emerged in the musical influences (MPB) and literary (Brazilian Modernism). Was fascinated by the cannibalistic movement of Oswald de Andrade, Tarsila do Amaral and other names that cultural movement. The artistic life began in bars of Porto Alegre, as the Making Art and the Port of Elis. Also worked on plays and then released in concerts and festivals around the country-style voice and guitar. The first album, released in 1990 by CBS Records, brought authoring songs (the title track and Mortaes) and remakes of classic MPB (Sonífera Island, the group Titans Trucker Roberto and Erasmo Carlos, said that I came back Americanized, engraved by Carmen Miranda, and never, the fellow Lupicínio Rodrigues). That station, in turn, was part of the soundtrack of the global soap opera Queen of Junk, Sílvio de Abreu (1990). The following year, he received the Sharp Prize for female revelation. In the second study, Passwords, 1992, the repertoire was focused on authoring songs, highlighting brackets and Lies; the latter was included in the track Reborn novel, Benedito Ruy Barbosa. In 1994, the formula gives signs of fatigue and wear due to excessive media exposure. Therefore, the same year he released the album The factory of the poem, with some doses of experimentalism (Augusto de Campos poems, Gertrude Stein, director of the texts Joaquim Pedro de Andrade and partnerships with Waly Salomão, Arnaldo Antunes, Antonio Cicero and Jorge Salomão ). In the third album, which was also the last to have vinyl version, the highlights were half and winter. Continued with the album Maritmo, which simulated a raid by dance music (dance floor, Parangolé Pamplona), samplers (Let's eat Caetano), and Who comes to rewriting the seashore, from Dorival Caymmi. One of the entries was a performance in the Argument bookstore in Rio de Janeiro, musicking poems by Portuguese poet Mario de Sá Carneiro in 1996. One of them, the other just by entering the Public (2000) CD, which featured re-recordings of old hits among others consecrated songs and also brought a DVD, released the following year by BMG. In 2000, the song "Give Me" was part of the track Family Ties novel theme of Capitu (Giovanna Antonelli) and Fred (Luigi Baricelli). In 2002 it was released the album Sung, a work that received a platinum record, which means that sold over 250,000 copies in the country. In 2004 he released the album Adriana Adriana Partimpim, a selection of songs for children, which won the Latin Grammy award for best children's album. In 2007, participated in the 2007 Pan American Games Opening Ceremony in Rio de Janeiro ... [Source: wikipedia]

Total Time: 40 min

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.